Rede ILPF, Rentabilidade e Sustentabilidade em Sistemas Integrados

Rede ILPF, Rentabilidade e Sustentabilidade em Sistemas Integrados

Reunião Técnica da Rede ILPF discute sistemas integrados e seus benefícios

No último dia 28, a Rede ILPF organizou uma Reunião Técnica sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) em Caldas Novas (GO). O evento contou com a participação de produtores, consultores, técnicos e representantes de empresas parceiras da Rede ILPF. Durante a reunião, Renato Rodrigues, representante da Embrapa na Rede, destacou o fato de o Brasil ser um país que conseguiu um aumento produtivo na agropecuária com um impacto ambiental reduzido. Segundo o pesquisador, nos últimos 40 anos, o Brasil conseguiu quadruplicar a produção de grãos com uma expansão de apenas 66% da área plantada. Além disso, o tamanho do rebanho duplicou nesse período ao mesmo tempo que a área de pastagem diminuiu relativamente.

O pesquisador também discutiu as políticas públicas de baixa emissão de carbono, como o Plano ABC. Renato Rodrigues apresentou uma visão positiva sobre o cenário brasileiro, destacando que a conjuntura nacional é favorável às mudanças e transformações produtivas, que devem trazer mais renda para o produtor através de tecnologias sustentáveis. Rodrigues também discutiu o futuro da agropecuária brasileira para além do Plano ABC (cujas ações vão até 2020). O pesquisador apontou que o ILPF e a recuperação de pastagens degradadas devem ser as tecnologias a serem incentivadas no período pós-2020 e que elas devem ser utilizadas em um processo de intensificação sustentável do uso do solo. Segundo ele, uma das metas a serem atingidas é a transformação de 20 milhões de hectares de pastagens degradadas em ILPF na próxima década.

Entre os exemplos de sucesso da implantação de sistemas integrados está a Fazenda Campina, propriedade do Grupo Carlos Viacava e localizada em Caiuá (SP). Um sistema de integração entre criação de gado e cultivo de grãos (ILP) foi implantado na propriedade e, desde então, a rentabilidade com o gado aumentou ao mesmo tempo em que a ocupação da propriedade pelo gado diminuiu de 97% para apenas 50% (a outra parte da propriedade é voltada para o cultivo dos grãos).  O principal benefício propiciado pela ILP foi a melhora da qualidade do solo, fato que influenciou positivamente a fertilidade do rebanho e o processo de engorda. Embora o cultivo de grãos não seja lucrativo na Fazenda Campina, tais perdas são mais que compensadas pela melhor qualidade do solo e, consequentemente, das pastagens para o gado.

Para saber mais, acesse:

https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/42513029/rede-ilpf-empresas-parceiras-se-reunem-em-encontro-tecnico

http://agencia.fapesp.br/integracao-entre-lavoura-e-gado-aumenta-rentabilidade-e-diminui-emissoes/30180/

Comentários

Compartilhe